quinta-feira, 29 de julho de 2010

Mulher fica seminua após ser barrada em porta giratória de banco


A auxiliar de enfermagem Michele Patrícia dos Santos ficou seminua na manhã desta quarta-feira (28) para poder entrar em uma agência da Caixa Econômica Federal no centro comercial de Aracaju. O ato foi uma espécie de protesto após as diversas tentativas de tentar passar pela porta giratória.

Michele, que ficou de sutiã e calcinha na frente do banco, contou que a porta giratória travou e o segurança pediu a ela que colocasse seus pertences na caixa ao lado da entrada. Mesmo assim a porta não rodou. Segundo a auxiliar de enfermagem, o segurança continuou insistindo para que ela retirasse os objetos de metal de sua bolsa, mesmo que ela negasse que tivesse algum pertence com o material.

“Joguei tudo no chão e nem assim eu consegui entrar. E eu precisei tirar a roupa e nem sem roupa eu conseguir entrar”, disse Michele. Ela reclamou ainda que o gerente da agência apareceu apenas após a chegada da Polícia Militar e teria defendido o segurança. “Estou me sentindo humilhada… eu tenho certeza absoluta que não errei. Foi humilhante demais.”

A Caixa Econômica Federal em Sergipe informou que já está apurando o caso.

Outros casos
Esta não é a primeira vez que clientes tiram as roupas em frente a agências bancárias no país. Em 2008, a atriz Solange Couto ficou de calcinha na entrada da Caixa Econômica Federal no Rio de Janeiro depois de ser barrada quatro vezes.

Este ano dois idosos ficaram pelados na porta de agências bancárias. Em maio, um senhor de 64 anos ficou seminu para poder entrar em uma agência de um banco em Recife (PE). No início deste mês, outro idoso ficou nu em frente à porta giratória na cidade de Goiânia (GO) depois de ser barrado sete vezes.

Fonte: Uol Notícias

3 comentários:

  1. Eu imagino,a raiva que ela deveria estar passando,para chegar a uma situação extrema dessas.Tem dias que tenho vontade de chutar a porta giratória do banco.
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Tira a roupa porque quer, louca para se exibir e criar um caso.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir